O legado do artífice

Professora da FAV estreia filme em terras estrangeiras

Em 24/07/20 16:48. Atualizada em 24/07/20 16:58.

O filme longa-metragem “O Legado do Artífice” foi finalizado em 2020 e contou com a colaboração de professores, TAEs e estudantes da UFG

O Legado do Artifice

Texto por: Renato Cirino

A professora do curso de Licenciatura em Artes Visuais da Faculdade de Artes Visuais (FAV), Alice Fátima Martins (57), teve o seu filme O Legado do Artífice (2020/71 min) selecionado para estreia internacional no 24º Festival de Cinema AVANCA 2020 a ser realizado entre os dias 22 e 26 de julho na cidade de Avanca, Portugal. Nessa edição do festival, constarão outras produções brasileiras além de obras de países europeus e do Oriente Médio.

O filme que surge de uma experiência de se “aprender a fazer [cinema] fazendo” constitui “um espaço de experimentação vivencial de possibilidades narrativas, de trabalho colaborativo e da poética da solidariedade” conta a diretora. A temática central da narrativa consiste em uma “possibilidade de contar histórias do cotidiano e compartilhar narrativas comunitárias que não circulam nos espaços hegemônicos e comerciais do cinema”, comenta Renato Cirino (37), técnico em audiovisual da FAV e co-diretor do filme longa-metragem. Por causa da estrutura da narrativa, o filme não possui uma categorização específica de gênero cinematográfico, localizando-o entre ficção, documentário e realismo fantástico.

A UFG também é representada no elenco da obra. A bióloga da universidade, Lorena Cintra (36), atua enquanto atriz em protagonismo junto com Martins Muniz (72), cineasta goiano e fundador do Sistema CooperAÇÃO Amigos do Cinema. A dupla, ao longo do filme, aborda assuntos relacionados ao cinema, paixões, memória e acessibilidade já que Muniz é portador da Doença de Parkinson. Eles dividem a tela com pessoas da comunidade goianiense, atores e, sobretudo, não-atores que de forma humorada, reforçam as alegorias constituintes da narrativa cinematográfica.

Still - O Legado do Artifice
Da esquerda para a direita: Lorena Cintra, Fábio Rocha e Martins Muniz

O Legado do Artífice possui o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) por ser derivado da pesquisa acadêmica Outros fazedores de cinema coordenado por Alice Fátima.

A diretora cinematográfica e pesquisadora relata que se trata, na perspectiva acadêmica, de “uma narrativa que articula conceitos e questões que nós desenvolvemos em nossas pesquisas [o projeto e uma pesquisa de doutorado em andamento]”. Ela ainda complementa que “pensar o filme é dar um passo além de fazer uma discussão e uma análise sobre cinema é fazer um cinema que pensa sobre si mesmo, que articula forma, narrativa e conceito e, principalmente, se diverte”.

 

Sobre o filme

Entre a ousadia de experimentar e a magia do ofício, as histórias contadas pelo artífice do cinema, Martins Muniz, são habitadas por muitos e diversos personagens. Vários candidatos querem dar prosseguimento ao trabalho do velho mestre. Só um será o escolhido

 

Acessibilidade

O projeto do filme prevê a tradução para a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e também a audiodescrição para cegos ou pessoas com baixa visão.

 

Ficha Técnica

Diretora: Alice Fátima Martins

Co-direção: Lara Satler e Renato Cirino

Roteiro: Alice Fátima Martins

Fotografia: Fábio Rocha, Lara Satler e Renato Cirino

Som: Bruno Eduardo

Logger: Paulo Passos de Oliveira

Produção: Adriane Camilo

Designer: Cátia Ana Baldoíno da Silva

Duração: 1h10min

Gênero: ficção, documentário e realismo fantástico

Categorias: Notícias Notícias em destaque