Edição um do Zine Quarantenades

Centro Acadêmico da FAV publica reflexões sobre a quarentena

Em 03/08/20 18:48. Atualizada em 04/08/20 10:48.

A publicação “Quarentenades“ do CARACOL é um exercício de empatia e aproximação nesse período de quarentena

Texto por Renato Cirino

O Centro Acadêmico Regional Atílio Correia Lima (CARACOL) acaba de publicar, neste mês de agosto, a primeira edição do zine Quarentenades com reflexões de estudantes e professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) sobre distanciamento social, isolamento e espaço urbano e rural.

O formato do zine consiste em uma publicação autoral, sem estrutura editorial definida, no formato de um livreto podendo contar com imagens para dar suporte ao discurso nele contido. É uma “escrita como manifesto com inserção, manipulação de imagens e relatos poéticos-autorais” escreve Lucas Felício (30), vice-coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo (FAV/UFG), sobre essa primeira edição.

Cada um no seu quadrado - Zine CARACOL - Ana Elisa Vieira Soares
"Cada um no seu quadrado" - ilustração realizada por Ana Elisa Vieira para o Zine

A Diretora de Comunicação do CARACOL, Ana Elisa Vieira (20), estudante do 5º período do curso de Arquitetura e Urbanismo, explica que o objetivo da publicação é de "se expressar das mais variadas formas, abordando temas diversos por meio da auto-publicação". E acrescenta que a escolha pelo formato "dá mais liberdade artística para que possamos realizar reflexões sobre diferentes assuntos e utilizando diferentes meios, sejam textuais (crônicas, relatos, poemas, etc) ou visuais (ilustrações, fotos, colagens, etc)". Lucas Felício complementa lembrando que esta é “uma produção coletiva, que permite explorar a quarentena como condição particular, trata-se, portanto, de um convite à subjetividade, à abrir a porta de nossas casas institucionais e residenciais”.

Em formato totalmente digital e acessível (disponível neste link), a publicação de 54 páginas, tenta criar uma ponte entre a comunidade universitária, as atividades da instituição e os desafios de continuar projetos em tempos de pandemia causada pelo novo coronavírus (Sars-COV-2; COVID-19). Frustração e dilemas são apresentados no trabalho, bem como a vontade de perseverar e superar esse período de dificuldades.

O zine surge em um momento de incertezas em como seguir nesse contexto de um “novo cotidiano”. Segundo a professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da FAV, Marcelina Gorni (45), esse projeto nasce de “uma proposta de reconexão entre todos os envolvidos no curso neste momento tão difícil que estamos atravessando” e complementa “está sendo difícil para eles [alunos] e para nós professores também”. Fernando Mello (48), professor e coordenador do mesmo curso, em conjunto com Felício e CARACOL, pretendem dar “continuidade ao zine, como um canal de comunicação e de divulgação entre estudantes, professores e a comunidade”, relata.

De forma artística e sensível, a publicação apresenta projetos de extensão como o QUINTAL - Coletivo Experimental Do Habitar Político - que desenvolve projetos de arquitetura e urbanismo para famílias de baixa renda, instituições e órgãos públicos e associações e organizações sem fins lucrativos com o objetivo de promover o acesso ao direito à moradia digna. Há também a apresentação de projetos de pesquisa e de extensão desenvolvidos pelo professor Lucas Jordano de Melo Barbosa (36) que relata sobre o desafio que o docente encontra para colocá-los em prática durante o isolamento.

O CARACOL prevê a publicação de outras edições do zine com a participação da comunidade. A itenção é "promover bate-papos virtuais para discutir esse tema com o público e, assim, enriquecer o conteúdo do Zine", afirma Ana Elisa.

A publicação em sua primeira edição pode ser acessada na plataforma ISSUU disponível ao clicar aqui. Para outras informações, basta acessar o perfil do centro acadêmico na rede social Instagram - @caracol.ufg.

Categorias: Notícias

img:hover { opacity: 0.5; }